Posts

GRAFOLOGIA SEM SEGREDOS: FORMAÇÃO COM ABORDAGEM PSICO-FISIOLÓGICA

GRAFOLOGIA SEM SEGREDOS

FORMAÇÃO EM GRAFOLOGIA COM ABORDAGEM PSICO-FISIOLÓGICA

🌟Apresentamos GRAFOLOGIA SEM SEGREDOS : uma FORMAÇÃO com abordagem diferenciada a partir da mensuração psico-fisiológica – um novo formato de curso, com muito mais conteúdo e novos exercícios, mas com a mesma qualidade que você já conhece.

 

💡ADQUIRA UMA NOVA PROFISSÃO!
Com GRAFOLOGIA, você pode atuar em seleção de pessoas, identificação de doenças, orientação profissional, avaliação de carreiras, perícias, compatibilidade conjugal ou outras áreas onde é necessário um autoconhecimento profundo, responsável e individualizado!

OBJETIVOS
1 – Capacitar o aluno a identificar traços de comportamento, caráter e os processos neuro-psicológicos na escrita;
2 – Capacitar o participante à prática da análise investigativa de perfis gráficos a partir de uma abordagem comportamental;
3 – Treinar o olhar clínico e a leitura psicológica para identificar inquietações psico-motoras, manifestações involuntárias e possíveis danos psíquicos;
4 – Ensinar a redigir texto objetivo, conciso e relevante em formato de laudos, pareceres ou relatórios.
5 – Fornecer subsídios éticos e técnicos necessários à elaboração qualificada da comunicação escrita.

A QUEM SE DESTINA
Profissionais e estudantes que buscam utilizar a técnica para mapeamento de competências, Seleção de pessoal, Levantamento de necessidades de treinamento, Retenção de talentos, Orientação profissional, Transição de carreira, Análise individual para autoconhecimento.

 

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

1º MÓDULO: BÁSICO (16 horas)
Significado do gráfico de espaço; dimensão das letras; pressão; forma, ligação, direção de linhas, margens, gestos típicos de cada indivíduo, principais letras do alfabeto e assinatura.

2º MÓDULO: AVANÇADO (16 horas)
Estudo dos Temperamentos Hipocráticos; Tipos Psicológicos do Jung e como identificá-los nas escritas, sinais de desonestidade; sinais de agressividade e tendência a crime; Grafo-patologia: sinais de doenças nas escritas; Grafo-terapia: desenvolvimento de características a partir da reeducação do gesto gráfico, estudo de casos,

3º MÓDULO: ELABORAÇÃO DE LAUDOS (8 horas)
Finalidade de uma avaliação; informações que alimentam o conteúdo do laudo; etapas da confecção de laudo; como redigir um texto objetivo, coerente e conciso; termos adequados X inadequados; O laudo baseado nas características individuais; o perfil pessoal e suas possibilidades nos diferentes contextos; laudo como instrumento evolutivo, e não definitivo; estudo de casos.

METODOLOGIA:
– Exclusiva com abordagem psico-fisiológica: método quantitativo a partir da mensuração das competências biológicas e comportamentais para o desenvolvimento da escrita;
– 100% hands on: prática e interativa sobre os princípios básicos e avançados da técnica, com livros e exercícios para acompanhamento dos temas abordados e estudo de casos; Supervisão para o perfil grafológico.

MATERIAL DIDÁTICO:
No ato da inscrição, o participante receberá os 5 livros da autora:
1- A personalidade através da escrita (livro físico)
2 – Grafologia e competências (livro físico)
3 – Grafologia e profissões (livro físico)
4 – Grafologia Forense (e-book)
5 – 101 Modelos de Laudos Grafológicos (e-book)
6 – Supervisão pós-curso
7 – Grupo exclusivo com fórum de discussão com a especialista ao vivo para dúvidas, debates e troca de informações e materiais
8 – Gravação das aulas com acesso vitalício
9 – Kit com 25 redações para exercícios e fixação dos conceitos
10 – Certificado de participação e conclusão.

CARGA HORÁRIA
= 40 horas/aula, divididas nos módulos: básico, avançado e elaboração de laudos.
= 20 encontros de 2 horas, toda 3ª feira: 10/08 a 21/12, das 19 às 21h.

⚜️ CERTIFICADO: O Instituto Dom Graphein fornece certificado de conclusão válido em todo o território nacional amparado nos artigos 205 e 206, Lei nº 9.394, Const. Lei Federal nº 9.394, Decreto Presidencial nº 5.154 e normas CNE nº 04/99 / MEC. O mesmo pode ser usado como hora extracurricular em instituições de ensino, concursos públicos, programas de cargos/salários e provas de título. 

 

Responsável técnica: LUCIANA BOSCHI
Psicologia -PUC/RJ; Psicóloga Forense, Docência do Ensino Superior; MBA em Marketing/UFF; Pós-Grad. em Adm/UFF; Especialização em Grafologia. Autora de 5 livros. Palestrante da FLIP 2019 e diversos eventos de RH. Atua com Gestão de Pessoas, Avaliação Psicológica e Perícia Grafotécnica. Membro efetivo da ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CIÊNCIAS FORENSES; Membro da ACADEMIA BRASILEIRA DE CIÊNCIAS FORENSES; Membro da ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENSINO À DISTÂNCIA. Sócia-fundadora do Instituto Dom Graphein de Formação de talentos, no mercado desde 1998.

Perfil Psicopata na escrita

Perfil Psicopata na escrita

A psicopatia é um distúrbio mental que se apresenta pelo desrespeito a leis, costumes sociais e direitos dos outros, falta de remorso ou culpa e tendência para mostrar comportamento violento.

O psicopata pode parecer normal e até mesmo ser encantador, mas lhe falta consciência e empatia, o que o torna manipulador, volátil e algumas vezes criminoso. Sendo frio, calculista e insensível, é capaz de passar por cima de qualquer pessoa apenas para satisfazer seus próprios interesses.

Trata-se de um ser inescrupuloso, transgressor de regras sociais e absolutamente livre de constrangimentos ou julgamentos morais internos.

Conhece regras e leis, e se comporta de acordo com elas, desde que não atrapalhem seus planos. Como numa imitação social, ele se reveste numa atitude artificial, dando falsa aparência de cortesia, bondade e aceitação.

Seu narcisismo natural revela uma aparência perfeita, onde não há erros nem arrependimentos, e, portanto, prevalece a intolerância a críticas. Tal sentimento de superioridade é, na verdade, uma defesa do ego para compensar seu sentimento de inferioridade.

Existem diversas formas de se perceber o comportamento psicopata. Além das citadas acima, podemos elencar boa lábia, ego inflado, mentiras patológicas, sede por adrenalina, reações explosivas, comportamento antissocial, irresponsabilidade e má conduta na infância.

Na escrita, tal perfil se revela sob formas gráficas preestabelecidas como modelo tipográfico ou padrões caligráficos, uma vez que são representativos do que é socialmente aceitável.

Quanto mais impessoal, elaborada ou estilizada for a escrita, maior a fachada e mais impenetrável ela será. Quanto mais fechada e dura, maior o isolamento entre o íntimo e o social.

EXEMPLO

Um princípio fundamental no estudo da escrita de uma pessoa é a regularidade dos seus elementos gráficos. Os movimentos gráficos, como quaisquer outros movimentos nossos, dificilmente se repetem de modo igual uns aos outros.

Quando escrevemos, produzimos sinais gráficos que estão profundamente interligados à nossa personalidade. E qualquer perturbação em nosso comportamento produz alterações na escrita.

Encontrar pequenas variações nos traços é perfeitamente normal, visto que todos nós apresentamos pequenas alterações no comportamento do dia-a-dia, que podem ser resultado de diversos fatores como, por exemplo, uma noite mal dormida, fome, cansaço, alguma dor ou desconforto, etc.

Porém, existem pessoas que, apesar das alterações, exercem sobre si um controle para regular seus atos e não deixar que estas perturbações interfiram em sua atividade diária, ou que fiquem perceptíveis a outras pessoas. E somente uma natureza resistente, estável e persistente é capaz de produzir um comportamento regular.

Por outro lado, a falta de regularidade pode ser resultado de pouco controle sobre os impulsos, mas, em contrapartida, pode indicar vivacidade, paixão e versatilidade.

O grau de regularidade pode se apresentar de modo mais acentuado em determinadas pessoas e menos em outras. A escrita regular é aquela em que o escrevente se mantém constante em todo o ambiente gráfico, apresentando poucas ou quase nenhuma variação nos traços.

Um texto regular revela estabilidade, firmeza, auto-controle, equilíbrio, disciplina, previsibilidade, ordem, método, concentração, perseverança. Mas também revela intolerância, frieza, preconceito, rigidez, dificuldade de adaptação, inflexibilidade, escassa criatividade, monotonia.

Um texto extremamente regular, como este acima, pode indicar uma personalidade hermética, impenetrável e artificial, com tendência à afeto e sentimentos superficiais, beirando a obsessão.