Consultoras promovem 6ª oficina para desenvolver competências empreendedoras

O universo das startups é dinâmico e o caminho do empreendedor não é fácil, mas tampouco precisa ser  solitário. A mentoria é um processo muito comum no ambiente empreendedor e nada mais é do que uma troca de experiências entre um profissional mais experiente com um empresário iniciante.

A ideia é que o mentor, com toda a sua vivência e conhecimento de mercado, possa auxiliar esse empreendedor com menos tempo de estrada, lhe dando dicas, compartilhando sobre sua bagagem pessoal e promovendo-lhe maior conhecimento para estimular sua vida profissional.

Pensando assim, a Dom Graphein desenvolveu o Programa M.A.I.I.S. de Desenvolvimento de Competências Empreendedoras, que visa a descoberta de novos talentos e negócios através de oficinas que promovem experiências interativas e transformadoras.

Ajudar pessoas a encontrarem seu propósito a partir do autoconhecimento é a proposta da Dom Graphein, consultoria de RH especializada em alavancar carreiras e promover a realização pessoal e profissional.

Acreditando que todo trabalho de desenvolvimento começa pelo autoconhecimento, a consultoria utiliza a análise da escrita como ferramenta para estartar o processo de descoberta de habilidades e talentos, que irá definir as etapas seguintes.

Programa M.A.I.I.S. (Mentoria + Autoconhecimento + Inovação + Impulso + Sucesso) tem por objetivo desenvolver competências necessárias ao empreendedorismo. “Em meus atendimentos, percebo a dificuldade que o cliente geralmente tem para expressar seus sentimentos e reconhecer suas potencialidades”, revela Luciana Boschi, psicóloga e mentora de carreira, que garante que promover mudanças profissionais positivas e ajudar seus clientes a seguirem firme em direção a seus propósitos é um dos objetivos da oficina.

Mas a oficina também visa desenvolver outras habilidades, como, por exemplo, o foco. O mundo das startups costuma ser associado à inovação disruptiva e a novos modelos de negócios. Mas o que vemos muito são empreendedores tentando sobreviver, o que os leva, muitas vezes, a perderem o foco, já que precisam fazer caixa.

Ao abrir uma empresa, o empreendedor começa a atirar para todos os lados e aceita todo tipo de encomenda até descobrir o que dá mais dinheiro. Tendo contas para pagar, tende a perder o foco e dispersar energia, comprometendo a qualidade justamente onde a empresa deveria se firmar.

Para ter sucesso, o empreendimento requer 100% de atenção, clareza de foco e esforço concentrado. Para tanto, o Programa M.A.I.I.S. oferece oficinas bimensais, visando identificar, através de ferramentas, os pontos vulneráveis e que precisam ser desenvolvidos para o sucesso no negócio.

É uma relação ganha-ganha: o mentor tem a oportunidade de contribuir para uma nova geração de empreendedores; de apoiar e ajudar a desenvolver projetos que sejam de seu interesse; a possibilidade de investir em negócios em formação; e ainda tem a chance de aumentar sua própria rede de relacionamento.

Já para os empreendedores, é um apoio extra e exclusivo nos âmbitos técnico e pedagógico para desenvolver seus negócios, uma oportunidade de consultorias e, quem sabe, um parceiro que acompanhe o seu crescimento.

“É uma experiência enriquecedora, onde as sessões de mentoria existem para desmistificar pontos do empreendedorismo na prática, ajudando o cliente a ver seu negócio com objetivos palpáveis e rentáveis. O resultado da mentoria é a teoria e o dia a dia muito bem alinhados, caminhando juntos rumo ao crescimento de mais uma empresa de sucesso”, conclui Luciana Boschi.

A próxima edição será dia 11 de Junho, de 18h às 21h e o investimento fica em R$ 47,00, podendo ser pago em cartão de crédito, cheque ou dinheiro. As inscrições, que se encontram abertas, devem ser realizadas pelo email cursos@domgraphein.com ou na própria sede da empresa, localizada na Rua Buenos Aires, 93/215, Centro do Rio de Janeiro.           

Por Luciana Boschi
Sócia-fundadora da Dom Graphein Aceleradora de talentos                                                

Expert
Psicóloga pela PUC, com 2 MBAs, especialização em Grafologia e 3 livros publicados sobre o assunto. Com mais de 20 anos em RH, já palestrou em diversos eventos da área e atua com Gestão de RH, Avaliação Psicológica e Perícia Grafotécnica. Mentora da Associação Brasileira de Mentores de Negócios, com foco na orientação e fortalecimento do comportamento empreendedor. Editora do blog SEXTOU e voluntária na Ong Viva Rio em Orientação Profissional.Colunista do site O Segredo; Autora da coluna Mercado de Trabalho do Jornal FOLHA RJ. Conselheira do Conselho da Mulher Empresária da ACRJ. Sócia-fundadora da Dom Graphein Aceleradora de talentos.

Dom Graphein
-No mercado desde 1998, a Dom Graphein é uma aceleradora de talentos e carreiras com base na identificação de habilidades e competências. Oferece ainda cursos, oficinas e programas de treinamentos que visam construir equipes mais integradas e produtivas a partir de ferramentas de avaliação de perfil e diagnóstico comportamental.
Ganhadora de vários prêmios e certificações, como o Selo de Qualidade WEC: Fornecedor de Conteúdo. Eleita a melhor empresa participante do Café Sebrae Negócios/Dezembro/2016.
-Website: https://WWW.domgraphein.com
-Veja no QUIZ o que sua escrita revela: http://domgraphein.com/quiz-qual-profissao-se-encaixa-melhor-no-seu-perfil/
-Grupo M.A.I.I.S.: https://www.linkedin.com/groups/12042093

--

Criatividade através da escrita

Como anda seu potencial criativo?
Observe sua letra e avalie sua capacidade de inovar, renovar e gerar novas ideias

Acredita-se que o potencial criativo humano tenha início na infância. Quando as crianças têm suas iniciativas criativas elogiadas e incentivadas pelos pais, tendem a ser adultos ousados e propensos a agir de forma inovadora. O inverso também parece ser verdadeiro.

Quando as pessoas sabem que suas ações serão valorizadas, parecem tender a criar mais. O medo do novo e o apego aos paradigmas são formas de consolidar o status quo. Quando sentem que não estão sob ameaça (de perder o emprego ou de cair no ridículo, por exemplo), as pessoas perdem o medo de inovar e revelam suas habilidades criativas.

Criatividade é o processo de tornar-se sensível a lacunas no conhecimento; é identificar a dificuldade e buscar soluções, formulando hipóteses e comunicando resultados.

Neste sentido, o processo criativo só é possível quando o cérebro detém uma grande variedade de conhecimentos e informações, fazendo com que as associações de ideias ocorram de uma forma mais fluida e permitirão alcançar conceitos novos de uma forma única e original.
A análise da letra pode ser considerada uma ferramenta de suma importância para identificação do potencial criativo, onde podemos observar a presença ou de não de sinais que sugerem o bom relacionamento interpessoal.

criativo

Mulher de 28 anos, arquiteta

Ao sermos alfabetizados, aprendemos o padrão “caligráfico’ de escrita, mas, à medida que amadurecemos, nossa escrita também amadurece e adquire formas próprias. Neste sentido, podemos dizer que, quanto mais nos distanciamos do padrão caligráfico, maior a nossa contribuição à nossa letra, ou seja, maior o nosso poder de criação.
Como a forma das letras refere-se à criatividade, a irregularidade das formas percebida nesta escrita indica alto grau de inovação e individualização e julgamentos flexíveis.

Se a criatividade está associada à ousadia, ao desprendimento e à habilidade para quebrar paradigmas e ousar, a sinuosidade das linhas indicará flexibilidade e jogo de cintura para atuar em ambientes em constante mudança.

A falta de ligação entre letras indica pensamento intuitivo, capacidade de abstração e tendência a focar-se em possibilidades. Sugere ainda facilidade para desenvolver sistemas teóricos e análise de processos que partem da causa para o efeito.
Seu gosto por atividades novas e desafiantes está representado pelas desigualdades no grafismo, de um modo geral.

A escrita regular é aquela em que o escrevente se mantém constante em todo o ambiente gráfico, apresentando poucas ou quase nenhuma variação nos traços. Um texto regular revela estabilidade, firmeza, auto-controle, equilíbrio, disciplina, previsibilidade, ordem, método, concentração, perseverança. Mas também denota intolerância, frieza, preconceito, rigidez, dificuldade de adaptação, inflexibilidade, escassa criatividade, monotonia.

Ao contrário da anterior, na escrita irregular o autor apresenta muitas variações no grafismo, dando a ideia que são várias pessoas escrevendo. Estas variações, em geral, indicam versatilidade, flexibilidade, criatividade, ousadia, irreverência, vivacidade, sensibilidade, espontaneidade, riqueza de idéias, intuição, dinamismo. Pode-se dizer que estas pessoas têm foco nas ideias.

Em contrapartida, esta escrita pode indicar inconstância, instabilidade, irritabilidade, susceptibilidade, falta de vontade, pouca perseverança, impaciência, indisciplina, imprevisibilidade.

Os traços da escrita da Geração Y

Habilidades e competências da nova geração que cresce nas empresas

Nascidos entre 1977 e 1997, a geração Y é a primeira leva de jovens totalmente imersa na interatividade, hiperestimulação e ambiente digital. Dinâmicos, “antenados” e familiarizados com diversas tecnologias, podem se envolver em vários projetos ao mesmo tempo, denotando gosto por novidades e pouca paciência para atividades de longo alcance.

Estes jovens profissionais trabalham melhor em equipes, buscam flexibilidade, mobilidade e esperam reconhecimento instantâneo da organização. Informais e inovadores, não se intimidam ao expor ideias e necessitam de um processo de tomada de decisão mais ágil.

Criativos, independentes e com mente aberta, gostam de autonomia e estão mais focados em sua própria carreira e desenvolvimento. Mais ousados e voláteis, buscam ascender rapidamente, o que aumenta o risco para as empresas, que ficam mais vulneráveis.

Questionadora por natureza, esta geração se vê ainda obrigada a repensar e inovar na maneira de entregar serviços e produtos. Porém, tem percepção seletiva e se mostra relativamente “carente” em termos de inteligência social mais expandida.

Abaixo, um trecho de uma redação escrita por um profissional da Geração Y e os traços de habilidades e competências desta leva de jovens que chega ao mercado de trabalho.

geracao-y

Podemos observar que esta escrita é firme, rápida e simplificada, o que indica pessoa acelerada e com respostas rápidas aos estímulos. A preferência por chats e mensagens instantâneas fica clara no uso da grafia simplificada, sem floreios nem artifícios, indo direto ao ponto da questão.

A combinação de letras angulosas e texto ascendente indica iniciativa, assertividade e determinação diante de projetos e metas pessoais. Ou seja, intensa energia que resulta em disponibilidade para a ampliação de fronteiras de competências e superação de obstáculos.

A sinuosidade das linhas transmite flexibilidade e jogo de cintura para atuar em ambientes em constante mudança. Como esta geração é imediatista, denota visão de curto prazo, o que pode ser observado pelo texto concentrado, ou seja, com pouco espaçamento entre palavras e linhas.

Este jovem aprende com facilidade e domina algumas expertises profissionais que geram processos e produtos inovadores. Para identificar criatividade e ousadia, levamos em conta o quão original é a forma como as letras se ligam umas às outras e o quão se afastam do padrão caligráfico adquirido no processo de alfabetização.

A identificação destes jovens por riscos e desafios pode ser notada pela inclinação de suas hastes à direita. Quando inclinamos nossa escrita à direita significa que nos “inclinamos” na direção daquilo que nos desperta interesse, ou seja, vamos de encontro aos nossos objetivos.

A valorização do trabalho em equipe também pode ser observada no espaçamento do texto. Quando existe pouco espaço entre linhas e palavras, podemos dizer que a pessoa privilegia a convivência e a proximidade nas relações, sendo capaz de formar conexões emocionais saudáveis.
As letras em forma de U também sinalizam o espírito de equipe e cooperação.

Com foco em projetos, esta turma busca resultados palpáveis, superação de obstáculos e oportunidades concretas de vitórias, em geral no curto prazo. Estas características podem ser visualizadas pela escrita estendida, angulosa, ascendente e inclinada.

As margens se referem ao destino que damos aos nossos recursos de tempo, espaço, material, etc. Neste caso, a ausência de margens no texto sinaliza indivíduo produtivo e dinâmico, que sabe aproveitar bem os recursos de que dispõe e consegue fazer várias coisas ao mesmo tempo

A falta de ligação entre letras indica intuição, abstração e tendência a focar-se em possibilidades. Sugere ainda facilidade para desenvolver sistemas teóricos e análise de processos que partem da causa para o efeito.

Por fim, a combinação de aspectos como ângulos, inclinação, firmeza e concentração do texto sugere um profissional com foco em projetos. Concentrar-se no resultado de seu trabalho, estabelecer objetivos desafiadores e reunir esforços para atingi-los ou superá-los são medidas fundamentais para o profissional que busca o caminho mais eficiente e, se bem gerenciado, pode vir a ser o que se pode chamar de profissional de “alta performance”.

Você considera sua equipe comprometida?

wComo identificar o grau de comprometimento na sua equipe? 

Do latim compromissus, o termo comprometimento indica o ato de fazer uma promessa recíproca, ou seja, é sinônimo de compromisso e requer responsabilidade da parte de quem se compromete.

Advindo de fatores como admiração, respeito, confiança, paixão e intimidade, uma pessoa pode demonstrar comprometimento em várias áreas. Em qualquer forma de relacionamento é importante haver comprometimento das duas partes para que as coisas funcionem da melhor forma possível.

No ambiente organizacional, o comprometimento é extremamente valorizado, pois remete à conexão institucional entre uma pessoa e uma organização. Um trabalhador que revela comprometimento profissional se compromete a cumprir as tarefas que lhe foram designadas e está focado nas coisas verdadeiramente importantes.

O trabalhador comprometido é leal, conhece sua cultura organizacional e trabalha para o seu sucesso. É muito difícil haver um comprometimento de um trabalhador se não há motivação e, por isso, os líderes devem motivar os seus trabalhadores, de forma a criar o desejo de comprometimento nos seus colaboradores.

energia 1

 

 

Podemos observar que esta escrita é organizada, cuidada, clara e limpa, o que indica pessoa com clareza de ideias e pensamento objetivo. Os pingos dos I e barras dos T bem colocados sugerem uma pessoa atenta à suas tarefas, desenvolvendo-as com critério e empenho, dando o melhor de si.

A combinação de letras angulosas e texto ascendente indica iniciativa, assertividade e determinação diante de projetos e metas pessoais. Ou seja, intensa energia que resulta em disponibilidade para a ampliação de fronteiras de competências e superação de obstáculos.

O comprometimento com o trabalho da equipe e com a organização também pode ser observada no espaçamento do texto. Quando existe pouco espaço entre linhas e palavras, podemos dizer que a pessoa privilegia a convivência e a proximidade nas relações, sendo capaz de formar conexões emocionais saudáveis. As letras em forma de U também sinalizam o espírito de equipe e cooperação.

As margens se referem ao destino que damos aos nossos recursos de tempo, espaço, material, etc. Neste caso, a ausência de margens no texto sinaliza indivíduo produtivo e dinâmico, que sabe aproveitar bem os recursos de que dispõe e consegue fazer várias coisas ao mesmo tempo

A ligação entre letras indica continuidade do impulso, perseverança e terminativa, ou seja, quando assume um compromisso leva-o até o fim, não deixando nenhuma atividade inacabada.

Por fim, a combinação de aspectos como ângulos, firmeza, continuidade e concentração do texto sugere um profissional com foco em processos. Concentrar-se
no resultado de seu trabalho, estabelecer objetivos desafiadores e reunir esforços para atingi-los ou superá-los são características fundamentais do profissional
que tem comprometimento com seu trabalho e, consequentemente, com o bom clima organizacional. 

Mais uma publicação…

Nossos cursos na Folha Dirigida

Folha dir

Palestra de Grafologia

A escolha do profissional ideal através da escrita

Nosso curso também saiu no Fluminense!

flu